TEM UBER NA LITERATURA DA VIDA REAL

Pós-graduada em Jornalismo Literário – foi aluna da turma 2011 da ABJL -, Nathalia Triveloni está fazendo circular seu segundo livro de histórias reais. Apresentando-se ao público como “educadora, cientista social e palmeirense”, paulista filha de uma família italiana que a ensinou “não só a falar com as mãos”, mas também a ensinou “a boniteza de se emocionar e de ser intensa diante da vida”, Nathalia revela-se “escritora de narrativas sobre pessoas reais”, viajando pelo mundo “colecionando, vivendo e ouvindo histórias”.

Também para contá-las, sim, Nathalia?

A autora pontua sobre este seu novo livro:

“Durante 10 meses em 2019, embarquei em carros de aplicativos, perguntando aos motoristas suas histórias de Amor ou aquilo que eles entendiam como Amor. O resultado foi esta pesquisa, este livro de crônicas que reflete sobre a uberização da vida, estruturas sociais e os sentimentos dos homens”.

É naturalmente agradável ler o que comenta Nathalia, referindo-se a mim, mas que amplio para toda a equipe de docentes que tocou esse projeto pioneiro – a Pós JL -, fazendo história, modesta que seja: “Suas aulas e orientações fizeram de mim uma escutadora de histórias de vida com muito orgulho”. É mais gratificante, ainda, perceber a evolução de “storytellers” que, como Nathalia, fazem parte dessa tribo maravilhosa que mantém acessa a chama da boa narrativa de não ficção.

A imersão, procedimento chave do JL, é elemento instigante subjacente que nos atrai para a leitura, no press-release:

“Qual a probabilidade de entrar em um carro e perguntar ao motorista desconhecido qual a história de amor dele? Quais as chances da sua passageira ser uma escritora infiltrada para saber como anda seu coração? Qual a possibilidade de um projeto que nasceu a partir de um encontro despretensioso se tornar uma pesquisa sobre as formas de Amar e os sentimentos dos homens? A estatística poderia prever que a autora se apaixonaria no meio do processo e que escrever sobre a história do outro fosse para ela a elaboração da própria vida?”

Uau! Foi picado pela mosca azul da curiosidade?

Então embarque “nessa trajetória de Amor, sofrências e causos da vida”, que é essa viagem de encontros.

Mais sobre o livro:

https://www.editorapatua.com.br/tem-uber-sofrendo-por-amor-de-nathalia-triveloni/p

Related Articles

Responses

O seu endereço de e-mail não será publicado.